sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Alívio…

 

…imagem googlada

Sentir um graaaaaaaaaaaaaande alívio não é, pelo menos hoje, escaldar os pés em salmoura… Mas sim, telefonar para o paizinho e saber que afinal a carteira com tooooooooooooooooooodos os nossos documentos ficou na mala que usámos no dia anterior! Lol!

Boa noite e bom fim-de-semana***

 

P.S. – Há dias que, anda, na minha agenda, um post (se calhar são vários num só) a fermentar, mas fica para amanhã. Ok?

P.S.2 – Ah! A minha madrecita fez hoje 48 aninhos. Hehehe!

domingo, 18 de outubro de 2009

Tolerância…

Composição: Ana Carolina e Antônio Villeroy

Como água no deserto
Procurei seu passo incerto
P’ra me aproximar
A tempo

O seu código de guerra
E a certeza que te cerca
Me fazem ficar atento

Não me importa a sua crença
Eu quero a diferença
Que me faz te olhar
De frente

P’ra falar de tolerância
E acabar com essa distância
Entre nós dois

Deixa eu te levar
Não há razão e nem motivo
P’ra explicar

Que eu te completo
E que você vai me bastar, eu sei

Tô bem certo de que você vai gostar
Você vai gostar

Como lava no oceano
Um esforço sobre-humano
P’ra recomeçar
Do zero

Se pareço ainda estranho
Se não sou do seu rebanho
E ainda assim
Te quero

É que o amor é soberano
E supera todo engano
Sem jamais perder
O elo

E é por isso que te espero
E já sinto a mesma coisa em seu olhar

Deixa eu te levar
Não há razão e nem motivo
P’ra explicar

Que eu te completo
E que você vai me bastar, eu sei

Tô bem certo de que você vai gostar
Você vai gostar


Hoje vou adormecer a ouvir esta… Porquê?! Sei lá. Apetece-me.
Boa noite!

terça-feira, 13 de outubro de 2009

Desabafo…

Portugal Ora aí está uma nação, que embora tenha lá os seus defeitos, é uma nação cheia de razões para nos enchermos de orgulho.

Tentando descrevê-la em poucas palavras… talvez através algo tão simples como um acróstico…

Poetas, como Camões, Pessoa ou Torga (para aqueles

menos informados: o que perdeu o olho, o que era psiconeurasténico – acho que assim não ajudo, enfim o que assinava vários nomes – e o que escreveu sobre os bichos, respectivamente… )

Oncologista de renome, cuja família, os Lobo

Antunes, é formada por diversas figuras que se destacam pelas mais diversificadas razões…

Retratistas, como Medina, que pintou os rostos de

humildes desconhecidos e de outros tantos conhecidos com a maior mestria.

Teatro… cheio de “monstros” de palco, como João

Perry, Ruy de Carvalho, Ribeirinho, Raúl Solnado, Laura Alves ou Eunice Munoz, entre outros tantos…

Utopia com a qual criámos o tão nosso e afamado

estilo Manuelino… Arte, já terão ouvido falar…

Gastronomia… Boa. Especial. Inventada e reinvitada

por um povo que nunca baixou os braços às dificuldades e que tantas e tantas vezes fez omoletes sem ovos… Abençoada açorda (ou migas, conforme a região..) feita de pão, alho, azeite e coentros…

Amor pelo próximo. Respeito pela diversidade

cultural e…

Língua, a qual partilhamos, mas que usamos de

maneiras diferentes. pois eu, senhora actriz, utilizo-a para enaltecer os meus. E os seus, que, com grande criatividade fizeram nascer o Chorinho e a Bossa-Nova… entre tantas outras coisas que admiro.

Enfim… Por mais voltas que dê à cabeça não consigo entender. Vá-se lá saber porquê! Afinal não somos, apenas, um país de padarias dos Senhores Manéis e Marias de bigode…

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Tô saindo...

Supostamente, há 5 dias que Saturno iniciou a sua entrada na minha casa de balança e traz com ele boas mudanças... Vamos a ver...

Pelo menos, redescobri a música, como há muito não fazia... P'ra "comemeorar", uma música bem bacana da Ana Carolina, Tô Saindo.

Espero que gostem!

video
Beijocas***

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

Perfect…

Ontem sentei-me à frente de um senhor que trazia uma t-shirt estampada com uma pérola:
I’m nobody
no body’s perfect
So, I’m perfect…

Ok não sou perfeita… aliás, tou muito longe disso. Mas gostei do novo corte de cabelo. Lol!

Beijocas***

terça-feira, 29 de setembro de 2009

Façam como eu…


Há dias que ando para escrecer sobre isto. Dias?! Semanas!
Já se deram ao trabalho de prestar atenção às pessoas que vos rodeiam no comboio, no metro ou no autocarro, no regresso a casa? Não?! Vêm a dormir? Ah! Não andam de transportes públicos. Sortudos! Ou então, não… Tendo em conta os engarrafamentos. Whatever! Voltando ao assunto: na minha carruagem do costume, 3 ou 4 pessoas estão a ler (bons livros, maus livros, péssimas revistas…), outros 2 ou 3 não resistem ao cansaço e vai de “marcar golos de cabeça” com a boquinha bem aberta. Lol! Os restantes (salvo uma outra actividade menos comum… lembro-me agora do rapaz que se sentou, muitas vezes, à minha frente a tocar uma bateria que só ele via…) vêm no corte e na costura sobre os colegas de trabalho. São tooooooooooooodos grandes alfaiates e costureiras| No meio disto tudo, pergunto-me se não haverá nada mais interessante na vida destas pessoas. Uma vez ou outro, ok. Tudo bem, ninguem é de ferro! Mas, todos os santos dias?! Pelo amor da santa(como diz o outro)!
Juro-vos que pupula em mim  uma certa vontade de dizer, BEM ALTO, a esta gente, que a vida é muito mais do que este leva e traz de escárnio e mal-dizer. No entanto, provavelmente, alguma delas iria puxar do travão de emergência e pedir ao senhor maquinista que chamasse uma ambulância para me levarem ao hospício mais próximo. O pior é se me lembrasse de tal proeza a meio da bela 25 de Abril, ainda me atiravam ao Tejo!
Moral da história: metam nas vossas cabecinhas lindas que os problemas do trabalho só existem das 9h às 17h… ou das 8h às 18h… ou até às 19. Enfim, seja qual for o vosso horário laboral. Façam um esforço e vão ver que vale a pena. Façam como eu: leiam.
Vai uma sugestão?

Li há uns tempos e gostei bastante.
Beijocas***

P.S. – Mudei de visual… Se me lembrar amanhã posto uma foto. Lol!

segunda-feira, 28 de setembro de 2009

… Home…

Já alguma vez se sentiram como se estivessem fora do vosso mundo? Como se não fizessem parte do vosso ambiente natural? Como se as pessoas que sempre foram (e sempre serão) importantes , que sempre vos reconfortaram nos momentos difíceis e que sempre riram convosco nos melhores momentos, não fossem suficientes? Como se aquilo que sempre fizeram com prazer não vos satisfizesse ou parecesse um enorme sacrifício? Enfim, como se vos faltasse algo essencial para viver em pleno?
Creio que sim. Muito provavelmente terá havido um ou outro dia (ai a TPM!), ou mesmo apenas uns instantes desta inquietação, na vida de cada um de nós. E, certamente, outros estarão por vir…
Nestes momentos, tudo o que queremos é voltar. Voltar ao “normal”, voltar a nós! Há uma música que me faz lembrar este sentimento, não pela “história” que conta (esqueçam as lamechices do amor dele por ela e etc., lol), mas pela frase que lhe dá o título I wanna go home

Vá, não sejam assim, é lamechas, mas até é gira! ;)
Beijocas***

sábado, 26 de setembro de 2009

Saudades…

Hoje estou assim: com saudades.
Saudades de me sentir beijada pela suavidade dos raios de sol, da brisa, do luar… Saudades de sentir o brilho das estrelas no meu olhar… Saudades de abraços à beira-mar, saudades de abraços quando o vento está muito forte e frio, saudades de abraços à luz da lua… Saudades dos olhares que seduzem, saudades dos olhares que nos fazem corar, saudades dos olhares que nos fazem sorrir. Mas sorrir a valer, nada de pequenos esboços! Saudades de sussurrar, saudades de trautear, saudades de cantar! Saudades de brincar, saudades de amuar, saudades de fazer birra, saudades de fazer as pazes… Saudades de caminhar e de correr como se estivesse a voar… Saudades de sentir as tais borboletas no estômago que nos fazem cócegas ao acordar e ao adormecer…
Enfim, saudades.

terça-feira, 11 de agosto de 2009

Previsão para hoje…

 

Rainha de Copas


Há momentos na vida em que se deveria calar e deixar que o silêncio falasse ao coração, pois há sentimentos que a linguagem não expressa e há emoções que as palavras não sabem traduzir.

retirada daqui: http://astrologia.sapo.pt/previsoes/vera-xavier/vera-xavier-904353.html#contdestaqueIII  e a imagem daqui : http://www.clubedotaro.com.br/site/galerias/imag19/LT-c13.jpg

Tendo em conta os últimos acontecimentos, não podia fazer mais sentido…

sábado, 1 de agosto de 2009

Um poema… Uma voz… Um fado… II

Hoje sinto-mo triste, desiludida e cansada... Triste por estar constantemente desiludida com a Humanidade (muitas vezes, tão pouco humana) e cansada de lutar com este estado, (quase) permanente, de desilusão.
Por isso, não me apetece falar, não me apetecer escrever, não me apetece ler... Apetece-me ir para a cama, descansar e dormir profundamente. Enquanto isso, mais uma vez, deixo-vos: Um poema… Uma voz… Um fado…






O Mar Fala de Ti
Eu nasci nalgum lugar
Donde se avista o mar
Tecendo o horizonte
E ouvindo o mar gemer
Nasci como a água a correr
Da fonte.


E eu vivi noutro lugar
Onde se escuta o mar
Batendo contra o cais
Mas vivi, não sei porquê
Como um barco à mercê
Dos temporais.


Eu sei que o mar não me escolheu
Eu sei que o mar fala de ti
Mas ele sabe que fui eu
Que te levei ao mar quando te vi
Eu sei que o mar não me escolheu
Eu sei que o mar fala de ti
Mas ele sabe que fui eu
Quem dele se perdeu
Assim que te perdi.


Vou morrer nalgum lugar
De onde possa avistar
A onda que me tente
A morrer livre e sem pressa
Como um rio que regressa
Á nascente.


Talvez ali seja o lugar
Onde eu possa afirmar
Que me fiz mais humano
Quando, por perder o pé,
Senti que a alma é
Um oceano.

Autor da Letra: Tiago Torres da Silva
Autor da Música: Ernesto Leite

terça-feira, 28 de julho de 2009

Mensageiro dos Espíritos...

No domingo fui ao cinema ver o Mensageiro dos Espíritos, com Martin Donovan, Virginia Madsen, Elias Koteas, Kyle Gallner, Amanda Crew .

Gostei! Está classificado como terror... mas não sei se se encaixa muito bem nesta categoria, acho que é mais do que isso...

A história é baseada em factos verídicos. Uma família muda-se para uma nova casa, com o intuito de ficar mais próxima da clínica onde um dos filhos, doente de oncologia, está a fazer tratamento.

Os primeiros acontecimentos estranhos, são vistos como ilusões causadas pelo stress decorrente da doença do rapaz. Mas, com o passar do tempo, acabarão por perceber que é muito mais do que isso...

Vejam, se tiverem oportunidade (se não tiverem, arranjem-na), vale a pena!


Imagens retiradas da net...
Para saber mais: http://www.hauntinginconnecticut.com

Elas e eles, eles e elas...

Ora, como prometido, a mim mesma (lol) aqui fica a conversa... Aqui ficam só as partes referentes a eles e elas. Que, no fundo, acabam por ser as mesmas queixas! Oh vidinha de solteiro! Lol!
Ou devo dizer: oh bendita diferença sexual?! Whatever...
B.diz:
(...)alguma novidade???

Bé diz:
lol
nem por isso
http://olhar-ver-e-reparar.blogspot.com
como podes ver por aí
tá tudo na mesma

B. diz:
ainda andas com essa é?
a falta de bons exemplares...

Bé diz:
é verdade!
que queres que diga?
B. diz:
ahahah
tanta falta de paciencia
mas nao devia estar a rir
tb ando assim

Bé diz:
lolol
falta de paciência?
nao
se fosse impaciente já tinha arranjado um qualquer

B. diz:
nao sei o que se passa
hj em dia vejo imensas miudas insatisfeitas mas que continuam a bater na mesma tecla
lol
dps suspiram
lol

Bé diz:
eu cá não bato em tecla nenhuma
prefiro tar quieta
do que suspirar

B.diz:
nao me estou a referir a ti

Bé diz:
eu sei
mas posso opinar, pá!

B. diz:
podes podes
Bé diz:
:)
B. diz:
eu ca ando revoltado
e sem paciencia
lol

Bé diz:
olha sabes o que te digo?
temos de nos juntar e ir os dois à caça
B. diz:
ahahah
ir à caça
nunca pensei "ouvir isso da tua boca"

Bé diz:
coitadinha de mim
B. diz:
se fosse eu chamavas-me logo de pintas

Bé diz:
hehe
a vantagem de se ser gaja é essa mesmo
podemos dizer tudo
mas não podemos ouvir quase nada
B. diz:
ya
ahahah

Bé diz:
somos ou não um espanto?!

B.diz:
um espanto que fazem de "nós" espantalhos
é mais assim
mas dps acaba por ser um ciclo
lol


(...)
B.diz:
"Entretanto, vai petiscando!" deve ser fresca deve!!!
Bé diz:
aprende comigo:
as gajas são todas frescas!

B. diz:
lol
ai sim?
Bé diz:
claro
B. diz:
atao ha umas que disfarçam bem

Bé diz:
e vai por mim
as insonsas são as piores
B. diz:
:)
nao nego
Bé diz:
ahaha
é porque já caçaste alguma

B. diz:
como sao todas frescas segundo a menina... provavelmente o caçado fui eu!
lololol
mas digo-te já
há mta menina que só serve para empatar...!
nem ata nem desata


Bé diz:




isso é mal comum aos dois géneros
(...)
Bé diz:
epá estou meio assim
sei lá
tou como a outra
apetecia-me algo...
B. diz:
eheheh
compreendo
apetece sempre algo!

Bé diz:
ahahah
pq será e essa resposta me cheira a 2º sentido
?!

B. diz:
porque é que será que as gajas sao todas frescas?

Bé diz:
pq tá calor e uma gaja não pode derreter

B. diz:
LOOOOOOOOL
exacto!
antes isso do que derreter

(...)


B. diz:
ser solteiro é bom
mas nao durante mto tempo

Bé diz:
podes crer

B. diz:
acaba sempre por faltar algo
Bé diz:
mas pq é q vamos smp parar ao mesmo?
B. diz:
sem o duplo sentido oh fresca!

Bé diz:
lol
sim
é vdd

eu cá tb tava a falar nesse sentido
mas posso smp fazer-me de despercebida
e deixar-te assim pó baralhado

B. diz:
eu posso fingir que me passou ao lado
ou nao!
Bé diz:
claro claro

B. diz:
há pessoas que me baralham sim
vendo por esse prisma

(...)
B. diz:
já ouviste a musica?

Bé diz:
ai
não
espera
já nem me lembrava da musica
B. diz:
a cabeça qdo nao está no sitio
é complicado
lolol

Bé diz:
:D
busted!
Not

B. diz:
:D

Bé diz:
tava aki a ouvir (que é como quem diz, ler) uma amiga q precisa de ombro amigo
B. diz:
hmm

Bé diz:
problema: gajos!
óbvio

B diz:
lol
se puder ajudar

Bé diz:
nã nã
deixa lá a miúda sossegada

B. diz:
A COMPREENDER A SITUACAO

Bé diz:
pois pois

B. diz:
fresca!

Bé diz:
fresca, eu?! é preciso lata
ele é q quer ajudar a moça e eu é q sou fresca
pois pois

B. diz:
txiiiiiii
nao tou com vontade nenhuma de responder aqui à ou tra menina... sabes qdo te vêm perguntar as coisas só por perguntar... e ja nao tás com paciencia... e nao te apetece falar do assunto?!?!?
Bé diz:
hum hum

B. diz:
mas vá!
Bé diz:
tens bom remédio
não respondas

B. diz:
ainda me telefona...

Bé diz:
tás mortinho pra lhe dar conversa
B. diz:
:)

Bé diz:
e dps finges q tás sem interesse
pois sim

B. diz:
deves pensar que sabes!

Bé diz:
pois sei

(...)
Bé diz:
ai!
cheira-me q alguém ficou incomodado

(...)
Bé diz:
pois
tu é q sabes
mas parte pra outra gajo
B.diz:
já o fiz
Bé diz:
óptimo!

B. diz:
um gajo acaba por se sentir usado... e dps as outras acabam por levar com efeitos colaterais ... ou seja a culpa é vossa na mesma!!!!!

E se calhar, vai daí, é melhor ficar por aqui... Acho que já temos pano para mangas, que é como quem diz para futuros comentários.


Beijocas.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Hummmm…

Fica aqui registado (para me lembrar a mim mesma) que amanhã devo um post a este blog…
image
Foi uma conversa agradável, divertida e tal… Lol!
Vou mas é para a cama, está na hora.
Beijocas e boa noite!

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Sem palavras…


Há coisas na vida que não têm importância nenhuma… mas outras que fazem toda a diferença. Como as palavras de uma velha amiga…
imagemip 
Obrigada, amiga, do fundo do coração! É sempre bom saber que embora longe com cartas anuais, há alguém perto dos Alpes que não me esquece. Nem é esquecida! ;)

Beijocas Grandes!

I just wanna be OK…

Há aquelas músicas que quando passam na rádio é impossível não trautear este ou aquele trecho…
E esta acabou agorinha mesmo de passar. Hehe!
Não sei porquê, mas acordo muitas vezes a cantarolar esta (funny) musiquinha e a cantoria, nestes dias, costuma durar pela maioria das horas do dia.
Porquê?
Pois, não sei… Gosto, canto e pronto.
Mas hoje dei por mim a pensar que me falta qualquer coisa, para poder cantarolar isto com mais entusiasmo… Sei lá! Tenho tudo o que é preciso. E tenho tudo bem arrumadinho em cada uma das gavetas do meu Ser, mas… Falta-me mesmo qualquer coisa. Quem sabe, apaixonar-me?…
( Mas como? Isto anda tão "bom" de bons exemplares do espécime masculino…) Lol!

quinta-feira, 2 de julho de 2009

o almocinho

Digam lá que não ficou com óptimo aspecto?! Já pra não falar do sabor. Viva o fogãozinho de campismo! Hehehe!


Os ingredientes:


P'ra matar o gato, ou a curiosidade

kottinha, esta é a foz, perto de campo de campismo.


amanhã com mais calma... ou lá p'ra segunda feira, conforme isto correr logo ponho mais fotos Com "relatório" e tudo! lol!

terça-feira, 30 de junho de 2009

Energia…

Não em resposta, porque sei que não sou obrigada a responder… mas em jeito de diálogo, li este post e não quis deixar de escrever a respeito.
E a respeito deste tema, há tanta coisa para dizer que nem sei bem por onde começar…
Se calhar, é melhor começar dizendo que acredito que cada Ser Humano é mais do que corpo e matéria. E que, embora tenha recebido uma educação católica, também tenho outras crenças que se misturam e fundem com a primeira.
Sim, também sinto essas presenças ou energias. Sinto-as tão diferentes umas das outras. Há aquelas que nos trazem paz, tranquilidade, conforto, que trazem consigo algo, que sem denominar, creio que harmoniza o ambiente e nos faz sentir mais calmos e, às vezes, felizes. Mas também sinto aquelas que não fazem mais do que carregar sentimentos cinzentos. Tão cinzentos que parecem pintar os nossos rosto com largas pinceladas de tinta escura.
Não posso dizer que nunca senti medo, porque já senti. Mas aprendi que o medo não ajuda em nada. Quanto mais frágeis estamos mais difícil é de entender e aceitar.
Às vezes rezo-lhes pela alma, como me ensinaram e outras rezo porque sinto necessidade de o fazer por mim. Não sei explicar… Mas não lhes acendo velas, alguém, mais sapiente que eu nestas “coisas” me ensinou que não devemos fazê-lo.
Bem sei que haverá quem leia este post e abane a cabeça, de forma depreciativa e repreensiva, mas compreendo e aceito. Se não tivesse crescido a ver e a ouvir o que vi e ouvi, quem sabe, também eu estaria céptica a respeito deste tema?…